15 Palavras que (provavelmente) desconhece

15 Palavras que (provavelmente) desconhece

A língua portuguesa é repleta de riqueza, com uma gramática complexa e um vocabulário muito generoso. Quantas vezes já se deparou com uma palavra que  provavelmente desconhecia? Propomos-lhe um repto!




O desafio

Explorando a riqueza do léxico português, temos abaixo um texto que inclui quinze palavras que não são comummente utilizadas no nosso dia-a-dia. Habitualmente, quando desconhecemos o significado de uma palavra, o primeiro impulso é recorrer ao seu contexto. Procuramos, com aquilo que já faz parte do nosso conhecimento, descobrir a aceção daquele vocábulo que nos é estranho. Desafiamo-lo a fazer esse exercício! Leia o texto e verifique se sabe, ou consegue descobrir, o significado das palavras sublinhadas.

“Pedro era alvanéu. Trabalhava todo o dia, ajudando a trazer à realidade os sonhos dos alquitetes. Certo dia, após chegar a casa, soou a aldraba. Pedro espreitou por um pertuito da velha porta. Era um senhor todo engravatado com um fato tanado. Não o reconheceu. Perguntou quem era e do outro lado responderam: – “Sou o colportor”. Abriu a porta, por delicadeza, e cumprimentou-o, dizendo em seguida não precisar de nada do que se lhe oferecia. O homem beliz procurou dissuadi-lo. A cada pergunta, Pedro expressava um renuído, chegando inclusive à oscitação. Então, o homem, cheio de incha, resolveu armar uma zanguizarra e começou a sampar a preciosa mercadoria. Parecia zureta! Pedro, com ar borraçudo, escusou-se e fechou a porta. Mas que situação esquipática.”

Os significados

Verifique agora os sinónimos dos termos destacados. Quantos já conhecia? Quantos acertou?

  • Alvanéu – pedreiro
  • Alquitete – arquiteto
  • Aldraba – peça de metal para chamar às portas
  • Pertuito – orifício
  • Tanado – castanho
  • Colportor – vendedor de livros porta-a-porta
  • Beliz – sagaz, esperto
  • Renuído – gesto de recusa feito com a cabeça
  • Oscitação – bocejo
  • Incha – ódio, zanga
  • Zanguizarra – desordem, algazarra
  • Sampar – atirar
  • Zureta – doido, maluco
  • Borraçudo – pasmado
  • Esquipática – estranha, esquisita, estrambólica
Fontes:
http://ncultura.pt/as-100-palavras-mais-estranhas-da-lingua-portuguesa-e-o-seu-significado/4/
https://www.priberam.pt/dlpo/