Castelo de Almourol: beleza de cortar a respiração

Castelo de Almourol

Um dos mais belos e emblemáticos castelos de Portugal é, sem dúvida, esta relíquia do Ribatejo, situada num íngreme ilhéu no concelho de Vila Nova da Barquinha.




História

O Castelo de Almourol é um monumento militar da época medieval no qual está perpetuada a memória da presença dos Templários em Portugal.

A origem do castelo é incerta, sabendo-se contudo que já existia em 1129, ano em que foi reconquistado pelos portugueses ao povo árabe. Na altura tinha o nome de “Almorolan”, cujo significado em árabe é “pedra alta”. O castelo foi então reedificado de forma a refletir as linhas da arquitetura militar templária, tendo as obras sido concluídas em 1171.

No terramoto de 1755, o castelo sofreu danos estruturais. O passar do tempo e o esquecimento adicionaram-lhe mazelas. Foi apenas no século XIX, no período do Romantismo, que o castelo entrou novamente numa fase de reinvenção. Iniciaram-se intervenções de forma a coaduná-lo com o estilo deste período cultural, artístico e literário.

Entre os anos 40 a 50 do século seguinte, o Estado Novo ordenou nova intervenção no monumento, com o objetivo do mesmo servir de Residência Oficial da República Portuguesa, onde viriam a decorrer importantes eventos.

Lendas

Associadas ao Castelo de Almourol contam-se algumas belas lendas:

Visitas

O castelo encontra-se aberto ao público durante todo o ano, sendo que na época baixa (1 de outubro a 30 de abril) encerra à segunda-feira. Os horários variam também de acordo com a época. Para aceder ao monumento é necessário realizar uma pequena viagem fluvial com partidas desde o cais do castelo. Sob marcação poderá também realizar a viagem fluvial a partir do cais de Tancos.

Localização

GPS: 39°27’45.8″N 8°22’56.1″W

Fontes:
http://www.cm-vnbarquinha.pt/index.php/visitar-2/castelo-de-almourol
https://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_de_Almourol