Aviso: Apenas para não fobófobos – fobias e seus significados

O que têm em comum Napoleão Bonaparte, Júlio César, William Shakespeare, Mussolini e Adolf Hitler?! A resposta é: uma fobia. Todos eles sofriam de ailurofobia, uma das fobias bastante caricata. Descubra em que consiste!




Fobias

As fobias são perturbações de ansiedade iniciadas por medos irracionais a objetos ou situações, reais ou imaginários. A pessoa afetada fica numa situação de aflição e procura evitar a todo o custo estar perante a causa do seu medo. As causas de muitas fobias são ainda desconhecidas, contudo, estudos associam-nas a fatores genéticos, bem como a traumas e situações vividas no passado.

As mais conhecidas

De entre as fobias mais frequentes destacam-se:

  • Acrofobia – medo de locais altos
  • Aerofobia – medo de voar
  • Agorafobia – medo de espaços públicos
  • Aracnofobia – medo de aranhas
  • Astrofobia – medo de relâmpagos, raios
  • Cinofobia – medo de cães
  • Claustrofobia – medo de espaços fechados/apertados
  • Misofobia – medo de germes, sujidade e contaminação
  • Nictofobia – medo do escuro, da noite

Mas existem muitas outras…

Não se sabe ao certo quantas fobias distintas existem mas calcula-se que existam milhares, sendo algumas delas bastante peculiares.

  • Ailurofobia – medo dos gatos
  • Anuptafobia – medo de ficar solteiro
  • Bibliofobia – medo de livros
  • Caliginefobia – medo de mulheres bonitas
  • Ciberfobia – medo de computadores
  • Coulrofobia – medo de palhaços
  • Didasqualeinofobia – medo de ir à escola
  • Ergofobia – medo do trabalho
  • Fobofobia – medo de fobias
  • Gerascofobia – medo de envelhecer
  • Hipopotomonstrosesquipedaliofobia – medo de palavras grandes
  • Octofobia – medo do número oito
  • Peladofobia – medo de carecas
  • Pogonofobia – medo de barbas
  • Vestifobia – medo de vestir roupa

Vencer a fobia

Na presença de sintomas que sugiram uma condição de fobia (como por exemplo, sentimento de pânico irracional, sensação de fazer o impossível para evitar algo, ter consciência de que o medo é infundado mas não conseguir controlar as reações, comprometimento da qualidade de vida) deve consultar-se a ajuda de um especialista. Este realizará um diagnóstico e aconselhará o tratamento e/ou cuidados adequados à situação de fobia identificada. Com a terapêutica adequada a fobia pode ser vencida.

Fontes:
http://www.minhavida.com.br/saude/temas/fobia
http://www.atlasdasaude.pt/lista-de-fobias
http://www.fearof.net/top-10-phobias-of-all-time/

Veja também:
Depressão e transtornos psicológicos
Alguns mitos sobre a psicologia